Hall social

Primeira identidade da decoração

O hall social é um ambiente preparado para receber as pessoas com elegância e personalidade. Ao mesmo tempo é um local por onde se passa rapidamente e não é possível se atentar muito aos detalhes, pois o olhar percorre o “todo”.
Podem ser locais coletivos, como halls de condomínios ou antessalas de locais comerciais ou particulares, entradas de apartamentos ou residências.
Em condomínios ou locais públicos, os halls têm imponência, com circulações amplas, maior altura de piso teto, elementos nobres, como pedras, madeiras, vidros especiais e finos tecidos ou papéis de parede. Em halls particulares de apartamentos ou residências, vale o bom gosto e um toque de ousadia, geralmente a decoração segue os elementos dos demais ambientes da casa.

Hall de condomínios e áreas comerciais
Para ambientes de circulação coletiva, não vale somente a beleza da decoração, é preciso pensar na segurança e conforto dos usuários. As passagens devem ser amplas, com acessibilidade e orientação. Os móveis e objetos devem ser confeccionados em materiais seguros, que não tragam riscos de acidente e resistam ao uso intenso. Paredes revestidas em materiais fáceis de limpar, ou com pintura em tons mais escuros, são importantes, bem como uma iluminação adequada.
Para este hall de entrada de um condomínio em São Paulo, foi prevista uma paginação de piso diferenciada, ambos os revestimentos adequados à segurança, com acabamento natural. Criação de um painel de madeira, com iluminação embutida e detalhes em pedra. As demais paredes em tom de pintura prata.
Logo em frente à porta, uma pequena área de permanência com poltronas em couro e tela colorida, para alegrar o ambiente e quebrar a monotonia dos tons sóbrios.

A simetria valoriza a composição e orienta visualmente a circulação para os elevadores
Em detalhe, criação de paisagismo de jardim de inverno. O local foi composto por paisagismo vertical, rasteiro e vasos. Como o local não tem muita exposição à luz natural e ventilação, todas a composição de plantas artificiais permanentes.
Este segundo exemplo de condomínio em São Paulo, traz o mesmo conceito de utilizar aparador com espelho completando paredes forradas de elementos decorativos. A circulação para os elevadores é composta de painéis em madeira nogueira natural.
No mesmo condomínio, o hall de entrada do salão de festas tem a composição do aparador com luminárias pendentes,  ao fundo um revestimento cimentício com efeito de tijolinho. Leve e muito bem complementado por cortinas de voil transparente que deixam o jardim externo aparecer.
A antessala deste studio de pilates tem composição com  tom claro de parede e móveis reformados, de garimpo, em tons escuros e contrastantes. A mesinha de apoio em acrílico traz um toque atual e contraste à madeira.

Hall de apartamentos, um pedacinho da decoração como cartão de visita
Neste imóvel antigo, o hall foi integrado à decoração do living. A composição de cores e texturas é contínua.
Para ganhar espaço de circulação, o espelho do hall e aparador foi colocado em um nicho escavado na alvenaria. As paredes foram forradas em papel de parede geométrico e as portas, laqueadas.

A iluminação por meio de sanca aberta de led
É possível perceber a continuidade do living com o hall. A passagem foi toda envolta com estante de nichos.
Hall clean, com decoração de tons claros em composição com mármore. A porta de entrada, em tom de laca cinza tem maior destaque, enquanto o acrílico traz a transparência necessária ao aparador, que deixa os objetos “flutuantes” em frente ao espelho iluminado por led.
Neste hall (foto 14), o destaque está na madeira pau ferro. Com toda a decoração em tons de branco e prata, a cor da madeira que traz o detalhe de sofisticação. Os painéis iluminados de parede são confeccionados em corian translúcido.
O hall interno do apartamento,  permite a circulação entre a cozinha e o living. Ao entrar no imóvel, o espelho logo em frente à porta reflete a luz do living e traz amplitude. Ao lado, a madeira carvalho com porta de correr delicada, de acesso à cozinha. A iluminação feita com fita de led morno em rasgo de luz.
Este exemplo de hall social  tem decoração descontraída e informal. O móvel aparador baixo valoriza os espelhos redondos posicionados assimetricamente.
Com base clara e neutra, iluminação indireta em contrasanca e rebaixamento de flutuante, o detalhe fica por conta dos objetos em tons de madeira.
No outro hall social, o estilo dos moradores fica impresso na decoração por meio dos objetos. A parede em frente ao elevador é decorada com tacos palitos de madeira e espelho. O gesso em sanca aberta, piso em porcelanato claro e parede em tom fendi. A alegria está na cor dos objetos de acervo dos moradores. Charme também na janela existente que deixa a paisagem entrar na decoração.
O espelho é colado, em tom fumê. Complementado por vaso alto e luz indireta, o espelho valoriza e amplia o ambiente.
Hall composto por porta em laca branca acetinada e porcelanato branco. O gesso em contrasanca flutua, e a luz de opção neste caso foi em tom ambar para enfatizar a cor da parede, tom areia. O espelho reveste a parede inteira de fundo do aparador. Este em tom de madeira nogueira escurecida complementa perfeitamente a cor das paredes.
Atenção ao detalhe da porta do elevador, originalmente em tom bege claro, foi pintada em tinta automotiva em tom inox. Há opção também de modificar a cor por meio de adesivagem.

Carolina Candido - Arquiteta

Compartilhe este Artigo